Flashback - A barriga não cresce!

Isto provavelmente não vai ser novidade nenhuma, mas aqui fica uma pérola de sabedoria: durante toda a gravidez, vamos ser comparadas com todas as outras mulheres do mundo, por tudo e por nada! "Quando fui eu, aconteceu isto..." "A não-sei-quantas aconteceu aquilo..." "Com esse tempo eu já tinha/ não tinha X ou Y".... enfim... tudo o que podem imaginar, vai ser comparado a alguém.
 
Até no médico, verdade seja dita, afinal de contas, a única maneira de sabermos se a gravidez está a evoluir bem, é comparar os resultados dos exames com os resultados standart.
 
E não esquecer que a própria gravida se vai comparar com outras grávidas (ou com gravidezes anteriores), e isso pode ser uma grande fonte de stress, pois, olha a novidade, cada gravidez é diferente!!!
 
Qual é a coisa mais flagrante a ser comparada? É o tamanho (e formato) da barriga. Está ali, qualquer pessoa pode ver, qualquer pessoa pode comparar, principalmente quando souber de quantas semanas/meses estamos. E aqui podem ter dois motivos para comentar "ah, está tão grande!" e "ah, ainda está tão pequena!". Ou seja, o velho por tudo e por nada.
 
No meu caso, a grande admiração foi mesmo não fazer barriga no início. Descobri que estava grávida no inicio de Maio e só a meio de Setembro, nas férias, é que posso dizer que estava a fazer alguma barriga. Até lá dependia da roupa que vestia e se estava mais ou menos inchada. Só às 27 semanas (de acordo com as fotos que tirei, tirava uma todas as semanas) é que posso dizer que tinha uma barriga redondinha de grávida...já estávamos em Outubro. A partir daí realmente continuou a crescer bastante, e agora ás 39 semanas tenho aqui comigo uma bola de basquete, mas continua a ser bola sim, bastante firme.
 
Parece bastante normal, não é? Vocês nem imaginam a confusão que isto fez em algumas pessoas. Desde a admiração (e com isso posso eu bem, até achava piada por acaso) até a preocupação que isto fez em alguns familiares (como a minha sogra disse ao meu marido, "tens a certeza que ela come? Ela não deve estar a comer, tu vê lá se a obrigas a comer").
 
Assim que fiz a ecografia do 3º trimestre, pude "esfregar na cara" de todos o que diziam que o bebé devia ser um ratito o facto de estar no percentil 68 (ou seja, peso acima da média), portanto, não, o bebé não era pequeno, eu é que sou alta, com anca larga, e tinha bastante espaço para o puto crescer ali, não precisava de a barriga ir para a frente. Isso aliado aos abdominais estarem fortes (não sou nenhum Carolina Patrocínio, nem de perto nem de longe, mas pelos vistos os meninos aguentaram-se bem), fez com que a barriga sempre tenha estado muito compacta.
 
Adorei especialmente agora na fase final da gravidez, encontrar alguém conhecido na rua, e comentarem "ah, que barriga tão grande" e depois eu dizia que já estava quase a nascer e a pessoa "a sério?! Nunca pensei, está tão pequena!". Como vêm, não se consegue agradar a Gregos e Troianos.
 
Agora a verdade é que a barriga mais pequena me trouxe alguns dissabores: estão a ver aquelas fotos lindas de grávida? Pois, tirar fotos dessas quando não se tem barriga... não funciona! Em compensação, o que eu poupei em roupa de grávida (usei a minha roupa normal muiiiiito tempo) compensou bastante. Isso e o facto de como a barriga nunca foi muito grande, passei a gravidez toda a dormir muito bem, sem incómodos nenhuns.
 
Portanto, companheiras de barriga pequena, vamo-nos unir e pensar que são mais as vantagens do que as desvantagens de termos uma barriguinha de azeitona do que um barrigão. Sim, o nosso ego pode ficar afectado, mas logo passa.
 
E meninas com barrigões enormes, contem os vossos prós e contras, para conhecermos o outro lado.
 
Até lá, see yah.

Comentários

  1. Passei pelo mesmo "problema" duas vezes (já que repeti a dose na segunda gravidez). É tão bom ter uma barriga "maneirinha".
    A grande vantagem é que voltou ao lugar rapidamente e ficou impecável. ;)
    Felicidades!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah pois, também já me disseram que depois volta ao lugar mais depressa... depois logo venho contar se também tive essa maravilhosa experiência xD.

      E obrigada ;)

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Rant: “Faz um clearblue digital!”

Uma Nova Aventura

Flashback: Como nos decidimos a ter um filho